1991 - Entrei na área de produção teatral pela porta da frente : fui recebido por Grace Gianoukas.

Não consigo imaginar melhor sorte, privilégio ou benção !

É verdade que já havia participado de várias produções, como fotógrafo e divulgado espetáculos para escolas , assim como , em 1987 produzi um espetáculo infantil "O Guarda- Chuva dos Desejos" de Orleyd Faya e outro: "O Defunto" com Jario Matos e Hugo Possolo ( encontro que se transformaria, anos depois, numa parceria de 4 anos com os "Parlapatões , Patifes e Paspalhões" ) , mas foi quando assisti Grace no extinto Off de Celso Curi, que percebi exatamente com quem e como gostaria de participar da cena cultural da cidade. Imediatamente após o espetáculo fui conversar com Grace e , tive a alegria de conhecer uma mulher cujo talento transbordante é apenas uma faceta da pessoa iluminada, inquieta e generosa , situada como artista e ser humano, uma "buscadora" incansável, que acredita no outro, e aposta nisso; uma sirene permanentemente ligada contra a hipocrisia, o mau humor e a covardia.

Começamos a trabalhar na semana seguinte.

Foi um período fértil pois quase simultaneamente me envolvi com outras áreas das "artes cênicas" : dança, música , circo ....e as parcerias foram aparecendo , sempre com pessoas compromissadas com uma linguagem própria de expressão, o que está longe de ser uma coincidência: pelo menos no meu caso , a afinação na área de produção sempre envolveu a parte artística e determinou a concretização das parcerias.

Acredito que o fato de ter sempre procurado, em cada projeto, uma abordagem particular do que penso ser importante dizer, mostrar ou revelar, tenha me levado a transitar por estéticas tão diferentes, e esse é um dos meus compromissos.

Não pretendo discursar sobre métodos de produção ou sobre experiências adquiridas pois há muito para ser feito ..... espero que as informações deste site sejam uma referência de envolvimento, dedicação e empenho que foram empregados não apenas por mim, mas por todos que aparecem em fotos ou créditos.

O público que entra numa sala de espetáculos não tem idéia do que são as semanas que antecedem sua chegada. A montagem de um espetáculo canaliza a atenção de dezenas de pessoas , trabalhando em jornada integral para preparar a estréia; é um período especial pois é hora de materializar a idéia; é o resultado de várias estratégias onde muitas áreas trabalham simultaneamente e se completam, formando uma engrenagem interdependente. O público não conhece esse "outro" espetáculo, aquele que ocorre na técnica , coxias , camarins, na administração ...esse outro espetáculo gera uma tensão que começa com a chegada dos primeiros técnicos e só é aliviada quando o último funcionário abandona o prédio. Um espetáculo não sobrevive sem a harmonia do "outro", assim como não há engrenagem interna eficiente e que perdure, sem ser alimentada pelo resultado final ....a obra artística.

Este site tem como objetivos registrar ,com informações e imagens, quase todos os espetáculos realizados desde 1987; compartilhar esse material com as centenas de pessoas com quem trabalhei: autores, atores, bailarinos, músicos , diretores, cenógrafos , iluminadores , figurinistas , técnicos , camameiras, administradores, programadores ...e também informar os novos eventos.


Agradeço à Christina Belluomini pelo apoio e paciência na construção do site.


Lepoldo De Léo Jr.



"Concluo que toda a obra de arte deve ser absolutamente sincera, e que seu objetivo mais elevado é o de clarificar a posição e os sentimentos do homem em meio aos outros homens, de reforçar sua solidariedade através do conhecimento de suas paixões"

Luchino Visconti